Seguidores

Acompanhe-me nas Redes Sociais


Gostaste? Então, (com)partilha nas Redes Sociais

terça-feira, 8 de abril de 2014

Impaciência e Independência

Reflexão, Vida, Liberdade, Infância, O Que O Meu Coração Diz, http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com/, Cris Henriques
Imagem da Microsoft, editada por Cris Henriques


Algumas pessoas na impaciência de crescerem e de se tornarem adultos, anseiam pela independência e pela liberdade. 


Contudo, perdem a inocência que possuíram em crianças ao olhar as coisas da vida. Perdem ainda a capacidade de sonhar, também. O que elas ganham infelizmente, com essa tal independência e liberdade, é uma certa malícia reduzindo-se então, à previsível mediocridade. 

Andam em constante stress, ocupados com uma infinidade de coisas que mais tarde, na meia idade, não terão tanta importância assim. É o corre-corre vulgar e fútil das suas vidas.

Mais tarde, quando acordarem verão que a vida passou e que, nada fizeram pelos outros mas apenas por si.

Estas pessoas, não sonharam e nem amaram, apenas correram.


Cris Henriques


14 comentários:

  1. E, quando acordarem ,não adianta se arrepender.Passou! beijos,chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amiga Chica.

      É isso mesmo. Será um caso para se dizer: "se arrependimento matasse..."

      Grata pela tua companhia, amiga.

      Beijos

      Eliminar
  2. Ótima noite, Cris!
    Olha, nesta "fazeção" galopante, onde tudo é para ontem, e tudo não tem fim: estudar, se preparar, tentar ganhar mais e mais dinheiro... a nossa essência vai se diluindo, cada vez mais o homem se robotizando.
    E quando, na velhice, vem a doença, a fragilidade, enxerga-se um abismo de 360 graus em volta das pessoas.
    Beijão procê.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cristina,

      Bom dia.
      Minha amiga, andamos muito depressa e essa velocidade é demasiado stressante. É preciso abrandar, moderar a velocidade parando um pouco para que possamos observar a paisagem.

      Beijinhos e obrigada pela companhia.

      Eliminar
  3. Olá Cris
    Estamos em sintonia, o meu miniconto se assemelha com a sua postagem, só que são adultos.
    A criança de hoje perde a infantilidade e a inocência muito cedo.
    Adorei.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Dorli, querida amiga.

      Fico feliz por estarmos sintonizadas. Daqui a pouco, vou ler o teu miniconto.

      Obrigada pela tua companhia.

      Beijinhos

      Eliminar
  4. Nós seres humanos temos essa tendência urgente
    de correr atrás do vento, de perder-se no mapa do tacho
    d'ouro no final do arco-íris. Estamos rodeados de momentos benditos
    que muito de frutifero nos trazeriam,mas enfim eis a humandade.

    Bisous Querida,grata por esse momento

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá querida Roni.

      Nós humanos, somos mais lunáticos que terrestres, muitas vezes. Nem sempre sabemos o que queremos, embora inicialmente acreditamos saber. Criamos ilusões, sofrendo depois com as mesmas. Precisamos colocar os pés no chão e viver o presente.

      Grata pela tua presença edificante e, como a Primavera perfumada com florais de alegria.

      Beijinhos

      Eliminar
  5. Por isso é tão frequente ouvirmos dizer: "Se eu pudesse voltar atrás"...
    Mas o tempo não volta atrás... e portanto é necessário ir aprendendo com a experiência que a vida nos dá.

    Uma óptima semana para ti.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Mariazita.

      Bom dia.
      Assim é, minha amiga. Mas nós não podemos voltar atrás no tempo, nem voltar a ser aquela criança inocente. Isto é um facto.

      Grata por estares aqui.

      Beijinhos

      Eliminar
  6. Verdade Cris!
    Por isso que sou a favor de sempre ter a pureza no olhar, mas temos que trabalhar muito isso.
    Num dos livros que li Cidades de Papel, de John Green, uma personagem fala exatamente sobre isso - de vivermos no futuro - temos que estudar pra fazer uma boa faculdade, pra conseguir um bom emprego, pra ter estabilidade, pra educar bem os filhos, pra que eles possam ter uma boa faculdade... rsrsrs.
    Acho que se vivêssemos cada momento como único e último, teríamos realmente uma vida plena.
    Abração esmagador e lindo dia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Bruxa!

      Acho que nós pensamos demasiado e vivemos intensamente o futuro.
      Esquecemos erradamente o presente...

      Obrigada pela companhia.

      Beijos

      Eliminar
  7. Querida, Cris!
    Fiquei feliz em saber notícias do sobrinho Freddie! Meus gatos-filhos: Quindim e Cathy mandam beijinhos! :)

    Belo texto. Por vezes, as coisas passam e nem mesmo sabemos.
    Ontem, segunda-feira, tive um pequeno acidente de trânsito. Não houve nenhum dano físico, mas que me fez refletir sobre efemeridades, e sobre como é importante dizer que gostamos de alguém, quando gostamos, que sentimos saudades, quando sentimos. Enfim, nos expressarmos. Falarmos. Tirar par fora nossos medos e amar.

    Beijos a todos! Um especial a ti!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá querida Císsa!

      Saudades tuas, amiga :)
      Brevemente, farei um post acerca do teu sobrinho. Sabias que tem uma Página de Fãs no Facebook?!

      http://www.facebook.com/FraddieHenriques

      Olha, mas estás bem mesmo?
      Devemos declarar o nosso amor sempre.

      Já passo no teu blog.

      Beijos, grata pela companhia :)

      Eliminar

Olá!

Seja bem-vinda/o ao blogue O Que O Meu Coração Diz.

Fique à vontade para deixar o seu comentário. Se for a primeira vez que me visita deixe com a sua mensagem o nome e o link do seu blog para que eu possa retribuir a sua visita.

* Os comentários deste blog devem falar acerca das respectivas postagens.

* Os comentários serão todos moderados e ficarão visíveis após revisão.

* Comentários ofensivos serão imediatamente apagados.

Obrigada pelo seu comentário e pela visita.

Beijos e abraços para todos,

Cris Henriques
(Autora do livro «O Que O Meu Coração Diz», criadora e administradora do blogue.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tradutor do Google

Acerca das imagens do blog...

Algumas imagens contidas no blog foram colocadas nas postagens apenas para ilustrar o conteúdo, dando-lhe mais beleza. Essas imagens foram encontradas no navegador Google e estão inseridas noutros sites, ou blogs. Se alguma dessas imagens for sua, peço que me informe pelo Formulário de Contacto, ou pelo meu e-mail para que eu a possa retirar e substituir.

Conversor Tipográfico

From:
To:
Result:
UnitConverter.org - the universal assistant for all of your unit conversion needs.

Siga por Email

Recebe Grátis a Newsletter

Adiciona o teu Em@il para receberes as actualizações:

Enviado por FeedBurner

DigNow